quarta-feira, 20 de maio de 2009

“Paga o que me deve, presidente”

Aconteceu no último domingo, no vôo que trouxe o time do Grêmio de volta de Belo Horizonte, depois da derrota de sábado para o Atlético Mineiro. Quando entrou no avião, o lateral Ruy se deparou com o ex-presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas (e que hoje trabalha no Galo), em uma das primeiras fileiras. Sem nem ao menos dar bom-dia, soltou em alto e bom som:

- Paga o que me deve, presidente!

Silêncio.

E o ex-jogador do Bota foi para seu lugar. Durante o vôo, alguns colegas do Grêmio repetiam em voz alta:

- Paga o Ruy, presidente.

O jogador reclama não ter recebido quatro meses de salário (setembro, outubro, novembro e dezembro de 2006) e o valor da rescisão de contrato de sua passagem pelo time em 2004, além de outros direitos trabalhistas.

Local imprório e inadequado para se fazer uma cobrança, ainda mais que Bebeto de Freitas nem faz mais parte do Botafogo, acho que o Ruy perdeu é uma chance única de conseguir seus direitos, pois o correto seria ele se aproximar e pedir um apoio do ex-presidente do Botafogo para uma intermediação junto ao clube carioca.

Um tiro no pé!

Um comentário:

La Caldera del Diablo disse...

Superamos las 100.000 visitas y nos consolidamos como el mejor blog del Club Atlético Independiente.
Esperamos que pasen a visitarnos y dejen sus comentarios.
Saludos desde Buenos Aires

Emiliano
La Caldera del Diablo
www.lacalderadeldiablo.blogspot.com