sábado, 16 de maio de 2009

Atlético Mineiro 2x1 Grêmio

Brasileirão 2009
2ª rodada

Dois pesos, duas medidas
Arbitragem neste jogo foi decisivo e fabricou o resultado sim. O Grêmio não jogou bem, mas a falta de critério do juizão FIFA determinou a derrota do Tricolor.
Desde o primeiro tempo teve reclamação do meia Souza pela má educação e intimidações do juizão FIFA dentro de campo, esse mesmo cidadão que é taxado como um dos melhores árbitro do Brasil. Simplismente ridículo.
Esse mesmo que não viu a cotovelada no Tcheco, que não viu o toque de mão na área do Atlético, este sim dando domínio de bola ao zagueiro, mas que viu o pênalte na área do Grêmio, lance que a televisão mostra que a bola nem tocou no braço e sim no peito do jogador.
Juíz FIFA? Pelo visto os critérios da FIFA estão superados ou torpes, pois para ter o rótulo FIFA deveria ser top de linha, coisa que Wilson Luiz Seneme não é, muito pelo contrário, está longe disso. Lamentável.
O Grêmio não jogou bem, mas não merecia a derrota, lamentável.

Atlético Mineiro
Juninho; Carlos Alberto, Welton Felipe, Leandro Almeida e Thiago Feltri (Júlio César); Jonílson (Marcos Rocha), Renan, Márcio Araújo e Júnior; Éder Luis (Alessandro) e Diego Tardelli.
Técnico: Celso Roth

Grêmio
Victor; Léo, Réver e Rafael Marques; Ruy (Joílson), Adilson, Tcheco, Souza e Fábio Santos (Jadilson); Jonas (Herrera) e Maxi López.
Técnico: Marcelo Rospide (interino)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: Sábado, 16 de maio de 2009
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP)

Assistentes: Nilson de Souza Monção (SP) e Everson Luis Luquesi Soares (SP)
Cartões amarelos
Atlético Mineiro - Márcio Araújo
Grêmio - Souza, Rafael Marques e Adílson
Cartão vermelho
Grêmio - Adílson
Gols
Atlético Mineiro - Thiago Feltri aos 30 minutos do 2º tempo e Diego Tardelli aos 48 minutos do 2º tempo.
Grêmio - Herrera aos 34 minutos do 2º tempo.
Público pagante: 17.263
Renda: R$ 160.375,00

Nenhum comentário: