sábado, 12 de abril de 2008

Roth elogiado por Odone

O técnico Celso Roth ainda não sabe se continuará no comando do Grêmio para a disputa do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-Americana. Após as eliminações no Gaúcho e na Copa do Brasil, a diretoria do time tricolor ainda definirá a situação do comandante.
Hoje, o presidente do Grêmio, Paulo Odone, anunciou oficialmente a saída do diretor de futebol Paulo Pelaipe e prometeu definir o futuro do time após a contratação de um novo profissional.

"O futuro, eu só vou decidir junto com o diretor de futebol que aceitar o cargo", disse Odone ao site oficial do Grêmio.

"Somos quatro dirigentes. Vamos ver se achamos outro companheiro para o futebol", afirmou o presidente tricolor.

Embora tenha dito que tomará uma decisão sobre o técnico somente em conjunto com o futuro vice-presidente de futebol, Odone deu a entender que o novo ocupante do cargo precisará ter a mesma opinião dele.

"Quando fomos assinar o Timemania em Brasília, recebi parabéns de dirigentes do Palmeiras, do Vasco e do Santos por ter contratado o Celso. O pessoal do Palmeiras chegou a dizer que o Celso tinha sido o melhor técnico que eles tinham contratado nos últimos tempos",
afirmou Odone, que se estendeu em outros elogios ao técnico.

Quem continua no clube é o diretor executivo Rodrigo Caetano. De acordo com Odone, porém, ele precisa de um cartola não remunerado junto com ele.

"Esse novo diretor vai ter um trabalho facilitado", previu.

Sobre a saída de Pelaipe, Odone disse que acatou um pedido do ex-dirigente e que vai indicar, nesta segunda-feira, um diretor de futebol não-remunerado para o clube, que ficará um mês afastado dos jogos oficiais.
Até a estréia no Brasileiro, no dia 11 de maio, contra o São Paulo, no Morumbi, o Grêmio deve fazer uma mini pré-temporada. Para fazer uma boa campanha no Nacional, o presidente tricolor aposta na torcida.

"O maior protagonista na volta à Série A (em 2005) foi o torcedor do Grêmio e é o próprio torcedor a minha principal contratação", disse Odone, garantindo que o time "nunca mais vai chegar perto da segunda divisão".

Nenhum comentário: