terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Imortal Tricolor

Saci, ninguém me contou que o Grêmio foi campeão mundial. Eu vi o grande capitão Hugo De Léon erguer a taça do Campeonato Mundial no Japão muito antes de vocês. Mas isto é natural, pois o Grêmio sempre foi um clube de vanguarda no Brasil. A última moda inventada pelos gremistas é a adoração pelo jeito argentino de torcer. Coisa que os morangos tanto criticaram e, depois de anos, passaram a imitar também.
Um clube IMORTAL não olha para os lados tentando desmerecer, ou ainda achar explicações sobre os títulos conquistados pelo rival.
Um clube IMORTAL comemora apenas os seus títulos, APENAS os seus.
Aposto que você, colorado, já se pegou, em algum momento da vida, depois de uma atuação horrorosa dos jogadores vermelinhos, dando o Grêmio como exemplo de time que realmente possui uma relação histórica com sua camisa e o povo gaudério. Não à toa nos orgulhamos de ser copeiros, peladeiros, lamaceiros e brasileiros. Apesar de, em primeiro lugar, privilegiar a alma castelhana e o orgulho gaúcho.
Como os moranguinhos são novos neste tipo de coisa, afinal, nunca tinham comemorado nada, vou dar-lhes uma chance e ensinar o que é ser IMORTAL:
Ser campeão do mundo em cima do glorioso Hamburgo, é ser IMORTAL?
– Sim, pois o Hamburgo venceu o poderoso Juventus na final da Liga dos Campeões da Europa.
Ser campeão da Copa do Brasil em cima do Ceará, é ser IMORTAL?
– Não, até porque contra o Ceará o Grêmio foi bicampeão.
Imortal é ser tricampeão da Copa do Brasil invicto em cima do Flamengo com o Maracanã lotado com mais de 110 mil pessoas, ou ainda ser tetracampeão da mesma copa em cima do Corinthians com o Morumbi praticamente lotado. Não vou nem mencionar o primeiro título da Copa do Brasil (que também foi invicto)
Ser campeão da América sobre o temível Nacional de Medellin, é ser IMORTAL?
– Sim, mas neste caso, o Grêmio foi bicampeão da Copa Libertadores, pois quando fomos campeões, o adversário foi o Peñarol, cinco vezes campeão da Taça Libertadores. Esqueceram de mencionar este título...???
Ser campeão Brasileiro contra a Portuguesa graças ao regulamento, é ser IMORTAL?
– Sim, até por que regulamento é regulamento... Mas houve um esquecimento, ou não será citado que a Portuguesa ganhou o 1º jogo por 2 x 0 e o Imortal, em seus domínios, devolveu o mesmo placar, sendo então, bicampeão Brasileiro.
Áhhhhh, a mesma Portuguesa que vencemos dois anos depois, e nos classificamos entre os oito melhores times do País.
Parece pouco né ?
Mas além de vencermos, precisávamos de mais sete resultados paralelos.
E adivinhem!!!!
-Conseguimos.... Isso é ser Imortal!!!
Desbancar o Náutico no Estádio dos Aflitos, conseguindo assim, vaga na Primeira Divisão do futebol brasileiro, é ser IMORTAL?
– Não, imortalidade é vencer o Náutico, com quatro jogadores a menos, dois pênaltis contra faltando somente 15 minutos para encerrar o jogo. Defender o pênalti e logo fazer o gol da conquista calando mais de 20 mil pessoas e de quebra ver a América noticiar em espanhol:
"4 rojas y 2 penales no pueden con el Grêmio".
SER IMORTAL NÃO É GANHAR SEMPRE, SER IMORTAL É NUNCA DEIXAR DE ACREDITAR.
Mas não tentem fazer isto moranguinhos!
A IMORTALIDADE é só para alguns. Se não conseguiram compreender ainda, peço desculpa. Mas é que não é nada fácil explicar a IMORTALIDADE para meros MORTAIS.

3 comentários:

Wilson Hebert disse...

Caramba André!!! Tem algum colorado te irritando???

Estava lendo seu texto entusiasmado, (quem me conhece pessoalmente sabe que eu gosto bastante do tricolor dos pampas) mas quando cheguei na parte em que você escreve sobre a final da Copa do Brasil em 1997, inclusive, eu era uma das 112.387 pessoas, que pulava com o título até o momento em que o Paulo Nunes fez aquele gol, fui obrigado a lembrar de um dia que não foi muito feliz. As 112mil pessoas pararam de pular e começaram a se desesperar. O GrÊmio se sagrava campeão. Realmente copeiro...
Fui embora do maraca ouvindo os representantes da torcida gremista: "Até a pé nos iremos..."

Mas enfim... seu texto está muito bom. Parabens.

Não percam a homenagem que fiz a Kaka no "futebol, musica e etc". Todos serão bem vindos.
Um abraço Andre.

André disse...

Um Saci!!!!

snoopy disse...

parabéns pelo texto!
o grêmio é, de fato, imortal.

saudações botafoguenses!!!