domingo, 2 de dezembro de 2007

Grêmio x Corinthians


É o jogo da rodada, ninguém tem dúvida disso, Grêmio e Corinthians. O Grêmio tem nos seus sonhos a tão almejada classificação à Taça Libertadores da América e conseqüentemente um Mundial da Fifa.
Mas para isso tem que invocar os deuses e suplicar a famosa Imortalidade, Imortalidade esta que surgiu em 15 de setembro de 1903 e ficou escancarada para todo o Brasil, menos para os Gremistas, em 26 de novembro de 2005, nos Aflitos.
Aflitos!

Tem nome mais emblemático?

Ou teria um melhor?
Não!

Pois bem, com a sua famosa Imortalidade é que o Grêmio vai enfrentar o Corinthians, vai cheio de gana e garra, pois, hoje, tem a maior torcida do Brasil, e todos no território brasileiro querem os corintianos na segundona, menos eles, lógico. Como o futebol é dinâmico e traíra ao mesmo tempo, pois na decisão da Libertadores deste ano, todo o Brasil era xeneize. Agora o Brasil é Gremista? Ãrran, ta bom...

Mas o objetivo Tricolor não é rebaixar o Corinthians, não é vingar quem se acha roubado e nem agradar os rivais do Corinthians, não, o objetivo é claro, é a Libertadores da América e para ter sua classificação primeiro tem é que ganhar dos paulistas, depois orar para resultados, quase impossíveis, de triunfos de América de Natal e Atlético Mineiro contra Cruzeiro e Palmeiras respectivamente.

É difícil?

É!

Impossível?

Não!

Somente será impossível se o Grêmio tiver uma queda diante de seu adversário, o Corinthians.

Corinthians vai jogar a partida do ano diante de um adversário que não tem o costume de perder em casa, o Grêmio tem a melhor campanha como mandante e isso não é um sinal bom, para os paulistas. O objetivo corintiano é mesmo escapar do rebaixamento e evitar o constrangimento de ser mais um dos grandes que freqüentou a segundona, mas para quem tem o orgulho de dizer que é campeão mundial Fifa de 2000, torneio disputado no verão do Rio de Janeiro de 2000, sem sequer ter uma Libertadores, não vai ser problema ter um título de segunda divisão e isto não é uma provocação. Não mesmo.

Um dos títulos mais importantes da história do Grêmio é aquele da segundona de 2005, principalmente do modo como aconteceu, tendo 7 jogadores em campo contra 11 e ganhar de 1x0, após uma defesa de um pênalte inventado pelo juiz, claro para todos que a bola naquele lance em que foi marcado o pênalte, ela visivelmente bateu no cotovelo de Nunes, que nem viu, pois estava de costa, mas é uma outra história...

O Corinthians e os corintianos não terão um clima amigável em Porto Alegre, vai ser hostil, do começo ao fim. Encontrará uma torcida exótica, uma "Hincha". Ou os paulistas tiram um coelho da cartola ou realmente irão tentar fazer história na segundona.

Se vai ser brilhante? Quem sabe! Pode ser simplesmente burocrática, que nem um torneio de verão. Ah! O famoso torneio de verão do Corinthians, mas isto é uma outra história também..., história para palmeirenses, são-paulinos e santistas.

Local: Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data: 2 de dezembro de 2007
Horário: 16hs
Árbitro: Alício Pena Jr (MG-Fifa)
Auxiliares: Aristeu Leonardo Tavares (RJ-Fifa) e Alessandro Rocha (BA-Fifa)

Grêmio
Marcelo Grohe; Patrício, Léo, William e Bustos; Eduardo Costa, Ramón, Tcheco e Diego Souza; Jonas e Marcel
Técnico: Mano Menezes

Corinthians
Felipe; Fábio Ferreira, Zelão e Betão; Amaral, Moradei, Carlos Alberto, Lulinha e Éverton Ribeiro, Arce e Wilson (Clodoaldo)Técnico: Nelsinho Baptista

3 comentários:

Roth disse...

É o que penso, melhor impossível.

André disse...

Desculpem minha falta de humor, mas é que está difícil engolir o que muito estão dizendo em relação ao Grêmio e principalmente ao rebaixamento corintiano, isso sem falar no Inter.

Cristian González disse...

Andre, nuestro fútbol es muy malo... sale campeón cualquiera como Lanús en el Apertura y Arsenal en la Copa Sudamericana.

Con River Plate es peor, no tienen plata y la barra está llena de ladrones y asesinos. Es mucho mejor el fútbol de Brasil.

Un abrazo