domingo, 28 de outubro de 2007

Grêmio 4x3 Náutico


Num jogo emocionante, o Grêmio bateu o Náutico por 4 a 3, neste domingo, no Olímpico e sonha com a Libertadores 2008. Os gols gremistas foram marcados por Marcel (duas vezes), Tuta e Diego Souza. Para o Timbu foram às redes Onildo, Júlio César e Acosta.

A partida marcou o centésimo jogo de Sandro com a camisa gremista. O volante atuou com o número 100 às costas para comemorar a marca.
A vitória deixou o Tricolor provisoriamente no G-4.

O jogo
O Tricolor começou o jogo devagar, sonolento. A equipe pernambucana aproveitou o cochilo gaúcho e mesmo atuando fora de casa foi para cima. Alguns jogadores do Grêmio, como Tcheco e a dupla de zaga, tiveram atuações fracas.

A primeira situação de gol criada pelo Timbu foi aos 2min. Acosta e Geraldo tabelaram, o uruguaio cruzou e Marcelinho, desequilibrado, tocou para fora. Quatro minutos depois, não teve escapatória para o time de Mano Menezes. Júlio César cobrou escanteio da esquerda e Onildo subiu livre, na altura da marca do pênalti, e cabeceou para dentro do gol e fez 1 a 0.

Batendo cabeça, o Grêmio não conseguia trocar passes e jogar com velocidade. Anderson Pico errava lances fáceis, irritando a torcida. Aos 8min, Geraldo bateu de longe para Saja segurar firme. Jogando mal, o gol de empate só poderia vir em um lance fortuito. Aos 11min, Tuta ganhou no corpo de Everaldo, que tropeçou, o centroavante tricolor levantou a cabeça para cruzar, porém, pegou mal na bola e conseguiu incumbir o goleiro Fabiano, igualando o placar.

O empate deixou o jogo mais parelho e sem boas oportunidades para nenhum dos lados. Então, o Grêmio aproveitou-se das bolas paradas. Aos 22min, Tcheco cobrou falta no segundo pau, Diego Souza cabeceou no travessão, na sobra, Leo escorou para o meio e Marcel tocou de cabeça para fazer a virada.

Com a bola no chão, o Grêmio chegou ao ataque somente aos 35min. Tuta tocou para Marcel que tropeçou e não conseguiu finalizar a jogada. Três minutos depois, Bustos cobrou falta para fora.

O terceiro gol Tricolor também foi na bola parada. Aos 42min, Tcheco cobrou falta para Diego Souza cabecear e ampliar para 3 a 1.

Não deu tempo para comemorar. Um minuto depois, o Náutico voltou a marcar. Acosta recebeu lançamento em posição duvidosa, a zaga gremista se atrapalhou, e o uruguaio bateu e descontou. A reclamação dos gremistas foi geral, mas de nada adiantou.

A segunda etapa de jogo começou como o primeiro tempo terminou, com gol do Náutico. Logo no primeiro minuto, o zagueiro gremista Leo errou o tempo da bola, ela sobrou para Acosta, que tocou para Júlio César, cara a cara com Saja, fazer o 3 a 3.

O Grêmio não se intimidou e foi à luta. Aos 5min, Sandro deu uma pancada de fora da área para fora. Na seqüência foi um festival de chances perdidas. Quatro minutos depois, Marcel perdeu gol feito. Aos 11min, foi a vez de Tuta. Diego Souza passou para o camisa 9 chutar para o gol, porém ele isolou batendo para a linha de fundo. Com tantos erros, Mano se irritou e tirou Tuta para colocar Jonas.

Aos 13min, foi a vez do Náutico perder uma oportunidade. Marcelinho furou dentro da área, desperdiçando a chance da virada. Jonas entrou e quase marcou. Aos 20min, o atacante cabeceou para milagre de Fabiano.

O empate era um resultado péssimo para o Grêmio, para reverter o escore, o técnico Mano Menezes ousou como poucas vezes fez. O comandante tricolor tirou Anderson Pico para colocar em campo o atacante Luciano Fonseca. A modificação fez com que Bustos fosse jogar na esquerda e Fonseca ocupasse a posição de Bustos.

Marcel seguia perdendo chances claras para marcar. Aos 23min, bateu para fora, após receber passe de Sandro Goiano. Mas centroavante que é centroavante não desiste. Aos 24min, a estrela de Mano Menezes brilhou. Luciano Fonseca cruzou para Marcel desviar e tirar do goleiro e colocar o Grêmio novamente na frente, agora por 4 a 3.

Com o objetivo da vitória conquistado, Mano tirou Tcheco, com problemas estomacais, para colocar Marcelo Labarthe e reforçar a marcação. Então, o time administrou a vantagem e garantiu os três pontos.

A vitória manteve o Grêmio com a melhor campanha em casa do Campeonato Brasileiro, tendo um aproveitamento de 76.5%. Porém, o próximo jogo é fora de casa contra o Atlético-PR, em Curitiba.

Confira a ficha da partida.
33ª rodada

Grêmio 4 x 3 Náutico

Gols:
Onildo (N) aos 6min/1ºT,
Tuta (G) aos 11min/1ºT,
Marcel (G) aos 22min/1ºT,
Diego Souza (G) aos 42min/1ºT,
Acosta (N) 43min/1ºT,
Júlio César (N) a 1min/2ºT e
Marcel (G) aos 24min 2ºT.
Cartões amarelos:
Anderson Pico, Sandro e William (G);
Toninho, Daniel, Everaldo, Radamés, Geraldo e Acosta (N).

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: domingo, 28 de outubro de 2007.
Árbitro: José Henrique de Carvalho (SP)
Assistentes: Valter José dos Reis (Fifa/SP) e Ezequiel Barbosa Alves (MS)

Grêmio
Saja; Bustos, Léo, William e Anderson Pico (Luciano Fonseca); Eduardo Costa, Sandro Goiano, Tcheco (Marcelo Labarthe) e Diego Souza; Marcel e Tuta (Jonas).
Técnico: Mano Menezes.

Náutico
Fabiano, Onildo (Sidny), Everaldo e Toninho; Elicarlos, Daniel, Radamés (Serginho), Geraldo e Júlio César (Dejair); Acosta e Marcelinho.
Técnico: Roberto Fernandes

Nenhum comentário: