quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Grêmio 2x2 Atlético Mineiro

Na noite desta quarta-feira o Grêmio esteve por duas vezes na frente do placar diante do Atlético-MG no estádio Olímpico. Porém, encontrou um time determinado a escapar da zona do rebaixamento e que retorna para Belo Horizonte com um precioso ponto na bagagem. O placar final de 2 a 2 não permitiu que Tricolor conseguisse sua sétima vitória consecutiva diante do seu torcedor.
Jonas marcou o primeiro aos 44 minutos do primeiro tempo. Mas três minutos depois, Vinícius, ex-zagueiro colorado, empatou. Marcel recolocou a equipe gaúcha na frente aos 15min do tempo final. Mas de novo Vinícius, aos 37, igualou tudo. No próximo sábado, às 18h10min, o Grêmio encara o Palmeiras no Parque Antártica.
Nesta rodada, o time paulista venceu por 2 a 1 o Náutico, também em São Paulo, e chegou aos 47 pontos, um a mais que o Tricolor, que momentaneamente permanece na terceira colocação. O jogo.

Em alta velocidade começou a briga do Grêmio para encostar na vice-liderança do Brasileirão e do Atlético-MG para fugir da zona do rebaixamento. Com seis minutos de bola rolando, após boa saída de Saja nos pés de Éder Luis momentos antes, os donos da casa tiveram a primeira boa oportunidade da partida na cabeçada de Pereira sobre o gol após o levantamento de falta feito por Anderson Pico. No minuto seguinte, o primeiro lance duvidoso do jogo no choque do zagueiro Marcos com Jonas dentro da área de ataque gremista. O árbitro pernambucano entendeu como jogada normal e nada marcou. Os visitantes, que mostravam muita disposição em conquistar a vitória em Porto Alegre com muita marcação e presença constante no campo de ataque, desperdiçaram a melhor chance dos primeiros minutos com Danilinho, aos 11.

A revelação do Galo recebeu livre o lançamento pelo meio, invadiu a área, driblou a Saja, mas se atrapalhou no domínio da bola e perdeu ângulo para o chute, aliviando a barra tricolor. Em busca da abertura do marcador, no minuto seguinte, foi a vez do assistente número um, Erich Bandeira, assinalar um impedimento duvidoso do atacante Danilinho que corria junto com o zagueiro na risca da grande área.

Num confronto complicado para o Grêmio dentro de casa, onde buscava sua sétima vitória consecutiva, a partida se desenvolvia de área a área, porém, sem conclusões em gol. E, quando a chance apareceu, Saja brilhou. Aos 37min, Danilinho cruzou para o meio da área onde Eder Luis concluiu completamente livre para o goleiro argentino defender com as pernas já caindo. E quando parecia que acabaria com o placar em branco o primeiro tempo, aos 44min, Anderson Pico cobrou o lateral para dentro da área, Diego Souza deslocou a marcação no cabeceio que achou Jonas na segunda trave para completar para o fundo das redes.

A torcida ainda comemorava o gol, quando já no minuto de acréscimo, após o escanteio cobrado da direita de ataque mineira, a bola raspou na defesa, bateu na cabeça de Danilinho e sobrou para o ex-colorado Vinícius, da marca penal, fuzilar no canto esquerdo de Saja. Devido a dores no joelho em uma pancada recebida na primeira etapa, o técnico Mano Menezes se viu obrigado a sacar Tuta para a entrada de Marcel no intervalo. Nos movimentos iniciais da segunda etapa, o jogo seguiu o ritmo dos primeiros 45 minutos. Mas aos 13, Tcheco ameaçou em um chute fraco para fácil defesa de Juninho. Entretanto, aos 15min, Sandro Goiano levantou para a área na cobrança de falta e do meio do bolo de jogadores surgiu a perna de Marcel empurrando para o gol em uma espécie de voadora.

Conseguindo controlar o setor de meio campo, ao contrário do primeiro tempo, aos 20min, o Grêmio construir boa oportunidade com Diego Souza penetrando na grande área pelo lado esquerdo e chutando colocado para boa defesa do goleiro atleticano. Cinco minutos depois, Mano trocou o nervoso Tcheco, que já havia recebido o cartão amarelo, pelo paraguaio Gavilán. Com mais consistência na meia cancha, a equipe tricolor parecia não correr risco de sofrer o gol de empate. E por vezes ainda rondava a meta adversária. No entanto, aos 37 minutos, em uma falta cobrada com perfeição por Vinícius no ângulo superior de Saja, que voou bonito mas viu a bola estufar o seu barbante.

Aos 44, Gavilán mandou uma bomba a queima roupa obrigando Juninho a fazer um milagre. No rebote, Luciano Fonseca, que substituiu a Jonas, concluiu embolado com o zagueiro e mandou para fora.

Grêmio 2x2 Atlético Mineiro

Local: Estádio Olímpico - Porto Alegre (RS)
Data: quarta-feira, 3 de outubro de 2007
Árbitro: Wilson Souza de Mendonça (Fifa-PE)
Auxiliares: Erich Bandeira (Fifa-PE) e Enio Ferreira de Carvalho (DF)

Gols:
Jonas (Grêmio), aos 44min/2ºT;
Vinícius (Atlético), aos 47min/1ºT;
Marcel (Grêmio), aos 15min/2ºT;
Vinícius (Atlético), aos 37min/2ºT

Cartões amarelos:
Tuta e Tcheco (Grêmio); Thiago Feltri, Bilu e Juninho (Atlético-MG)


Grêmio
Saja; Bustos, Léo, Pereira e Anderson Pico; Sandro Goiano, Eduardo Costa, Diego Souza e Tcheco (Gavilán); Jonas (Luciano Fonseca) e Tuta (Marcel).
Técnico: Mano Menezes.

Atlético Mineiro
Juninho; Gérson (Eduardo), Vinícius, Marcos e Thiago Feltri; Xaves, Bilu, Marquinhos (Serginho) e Danilinho; Éder Luis (Galvão) e Vanderlei.
Técnico: Emerson Leão.

Nenhum comentário: