sábado, 8 de setembro de 2007

Cruzeiro 2x0 Grêmio

Com mais de 35 mil pagantes no Mineirão, o Cruzeiro mostrou porque é dono do melhor ataque no Brasileirão. Aproveitando-se das poucas chances criadas, o time mineiro fez 2 a 0 no Grêmio e continuou na briga pelo título. O Grêmio, com muitos reservas, não teve forças para segurar o ímpeto dos donos da casa. A boa notícia para o técnico Mano Menezes é que não houve baixas para o clássico Gre-Nal no próximo domingo, no estádio Olímpico, além de contar com o retorno de Bustos, Hidalgo e Gavilán, que estão em suas seleções nacionais.

O JOGO

O início do jogo foi de muita marcação e sucessivos erros de passe de ambas as equipes. O Cruzeiro tentava atacar o Grêmio explorando as pontas, mas o Tricolor não dava espaço aos donos da casa.
A partida continuou amarrada até os 23 minutos, quando o Cruzeiro conseguiu atacar pela primeira vez. Charles levou a bola até a intermediária tricolor e arriscou de longe, mas Saja fez uma grande defesa, evitando o gol dos mineiros.
O time da casa, apoiado pela torcida, seguiu em cima do Grêmio, mas a barreira montada por Mano Menezes anulava as chances mineiras. Entretanto, o setor ofensivo tricolor só foi assustar o Cruzeiro aos 36 minutos. Patrício fez uma triangulação com Sandro Goiano e cruzou na área. Diego Souza matou no peito e deu um belo voleio, por cima do gol de Fábio.
E quando o Grêmio equilibrava as ações do jogo, em uma desatenção da defesa, o Cruzeiro se aproveitou para abrir o placar. Após cobrança de escanteio, Marcelo Moreno cabeceou o canto de Saja e fez 1 a 0, mantendo o placar assim até o final do primeiro tempo.
Mas as cobranças no intervalo acordaram o Grêmio, que, no início da etapa complementar deu um susto no goleiro Fábio. Diego Souza avançou com a bola e arriscou. O chute saiu à esquerda da trave.
Pouco depois, Ramón fez um belo lançamento e deixou novamente Diego Souza na frente de Fábio. O meia gremista encheu o pé e o goleiro fez grande defesa. No rebote, Tuta perdeu a chance. O tricolor seguiu pressionando, mas não tinha efetividade nas conclusões.

Então, o Cruzeiro conseguiu aumentar sua vantagem. Marcelo Moreno avançou pelo lado direito, driblou para dentro e acertou um belo chute de perna esquerda, longe do alcance de Saja.
Com o 2 a 0 contra, o Grêmio foi para o ataque. E Mano Menezes resolveu poupar um de seus principais jogadores para o Gre-Nal. Aos 25, Tcheco foi substituído por Adílson. O capitão gremista estava pendurado com dois cartões amarelos. Pouco antes, ele havia cruzado boa bola para Tuta, mas o centroavante perdeu o gol.
A partir daí, as duas equipes diminuíram o ritmo da partida. O Cruzeiro administrou a vitória e o Grêmio se cuidava para não perder jogadores para o Gre-Nal. A única jogada de ataque gremista saiu através de Geison, que avançou no meio da zaga mineira e arrematou na rede pelo lado de fora. No final, Eduardo Costa arriscou de longe, mas Fábio defendeu.

No próximo domingo, o Grêmio terá o clássico Gre-Nal pela frente, no estádio Olímpico. O tricolor continua com 38 pontos e pode perder quinta posição em caso de vitória do Palmeiras no domingo, diante do Sport.


Campeonato Brasileiro 2007
25ª rodada
Cruzeiro 2 x 0 Grêmio

Cartões amarelos:
Grêmio: Anderson Pico, Sandro Goiano
Cruzeiro: Alecsandro, Marcelo Moreno

Gols: Marcelo Moreno, aos 38 minutos do primeiro e aos 19 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO
Fábio; Mariano, Léo Fortunato, Thiago Heleno e Fernandinho; Ramires, Charles, Wagner e Maicosuel (Guilherme); Marcelo Moreno (Fernando) e Alecsandro (Roni).
Técnico: Dorival Júnior

GRÊMIO
Saja; Patrício, William, Léo e Anderson Pico (Thiego); Eduardo Costa, Sandro Goiano, Tcheco (Adílson) e Diego Souza; Ramón (Geison) e Tuta.
Técnico: Mano Menezes

Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa/PR)
Assistentes: Rogério Carlos Rolim (PR) e Gilson Bento Coutinho (PR).
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: sábado, 8 de setembro de 2007

Nenhum comentário: