sexta-feira, 7 de setembro de 2007

155 vezes Mano Menezes

Além da grande vitória sobre o Vasco da Gama na noite desta quarta-feira, no Olímpico, o técnico Mano Menezes teve outro motivo para sorrir. O treinador recebeu das mãos do presidente Paulo Odone uma camiseta personalizada alusiva ao seu 155º jogo no comando do Clube. Uma marca impressionante nos dias de hoje quando um treinador de futebol não dura muito tempo trabalhando pela mesma equipe. Atualmente, no futebol brasileiro, é o profissional que mais tempo está no comando do mesmo time. Um reconhecimento ao trabalho competente e sério realizado por este grande treinador que tem a cara do Grêmio. No momento da homenagem, participaram toda a comissão técnica assim como Paulo Pelaipe, Alfredo Oliveira e Rodrigo Caetano, mostrando a união do Futebol gremista.Protagonista do heróico retorno tricolor à primeira divisão e da conquista do Campeonato Gaúcho após quatro anos sem que o Tricolor chegasse em uma final, Mano Menezes montou um Grêmio vencedor e competitivo, que trouxe de volta a confiança dos torcedores e a condição de sonharem com vôos mais altos. Na conjectura em que o futebol brasileiro se apresenta nos dias atuais, a permanência de um treinador em um clube por muito tempo virou fato raro.
São poucos os times que mantém, por mais de uma temporada, um mesmo técnico no comando do time. O Grêmio, porém, é um dos poucos exemplos que fogem à regra. Em abril, Mano Menezes completou dois anos de Tricolor, colhendo os frutos e o reconhecimento de um trabalho que vem sendo desenvolvido com qualidade durante este período. Desde que chegou no Grêmio no dia 21 de abril de 2005, trazido pelos assessores Paulo Pelaipe e Alfredo Oliveira, e pelo Coordenador de Comunicação Haroldo Santos, Mano conquistou o título da Série B em 2005, o Campeonato Gaúcho em 2006, o 3° lugar no Campeonato Brasileiro em 2006, a garantia de disputar a Libertadores neste ano, e o bi-campeonato gaúcho.Mano fez sua estréia no comando do time do Grêmio, no dia 23 de abril de 2005, contra a equipe do Gama (primeira partida do Tricolor na Série B) e até a partida contra o Botafogo, no último domingo, o técnico gremista contabiliza o total de 154 jogos à frente do Grêmio, com 83 vitórias, 32 empates e 39 derrotas. Em seis desses jogos, o auxiliar Sidnei Lobo foi quem esteve na casamata durante a partida.Em 2005, foram 34 partidas, sendo 33 pelo Brasileiro da Série B e um pela Copa do Brasil. No ano passado o técnico gremista comandou o time em 63 ocasiões:
Foram 18 jogos pelo Campeonato Gaúcho, quatro pela Copa do Brasil, três Amistosos e 38 pelo Brasileirão. Neste ano, já foram disputadas 57 partidas: 20 pelo Gauchão, 14 pela Libertadores e 23 pelo Campeonato Brasileiro, com um saldo de 31 vitórias, oito empates e 18 derrotas. Mano tem ainda 61% de aproveitamento em pontuação, considerando os pontos disputados neste período.O último Gre-Nal, vencido pelo Tricolor por 2 a 0, marcou a primeira vitória em clássicos de Mano Menezes, há dois anos à frente do Grêmio.O técnico gremista considera que, mesmo que já se tenha ultrapassado a metade do Campeonato Brasileiro, ainda é cedo para falar em vaga à Libertadores. Mano ressalta a importância dos próximos confrontos - Vasco, Cruzeiro, Internacional e Santos (três destas partidas em casa) - adversários que disputam diretamente as vagas para a competição continental. "Os próximos confrontos serão fundamentais em termos de pontuação, e assim vamos buscar a vaga na reta final", assinala Mano Menezes.Com relação ao que o campeonato apresenta hoje em termos de tabela, Mano destaca a vantagem do São Paulo e a campanha do Cruzeiro nas últimas rodadas, acreditando que o time mineiro tenha ainda alguma possibilidade de encostar nos paulistas. Os demais, Mano cita que estão todos muito próximos.

Nenhum comentário: